terça-feira, 12 de novembro de 2013

Claudia Raia no programa Mais Você

video

Ana Maria Braga recebeu na segunda-feira, 11, a atriz Claudia Raia para um bate-papo super descontraído durante o café da manhã do Mais Você. A artista relembrou trabalhos importantes de sua carreira e ainda falou sobre seu mais novo espetáculo: o musical "Crazy for you", e, que trabalha ao lado do namorado, Jarbas Homem de Melo. Ela ainda recebeu duas lindas homenagens dos filhos Enzo e Sophia e ainda ouviu o depoimento do amigo Miguel Falabella.
O programa tratou também de um tema sério: a segurança. Existe um novo golpe usado por bandidos, o da batida, que está assustando muita gente. Eles batem no seu carro, você para para ver o que aconteceu e, logo em seguida, os mesmos te surpreendem anunciando o assalto. O Mais Você mostrou detalhes de como isso acontece e, com a ajuda de um especialista, deu dicas para evitar cair nessa armadilha.
E entrando no assunto tecnologia, direto do Japão, o correspondente Jhony Sasaki mostrou uma invenção incrível: óculos que fazem a leitura, em tempo real, de textos em idiomas diferentes. Ana Maria experimentou os óculos no estúdio e adorou a novidade!

AQUI OS LINKS DO RESTO DA ENTREVISTA EM ORDEM
PARTE 1: http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/videos/t/editorias/v/novo-musical-estrelado-por-claudia-raia-e-jarbas-homem-sera-todo-sapateado/2947031/

PARTE 2 : http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/videos/t/editorias/v/ana-maira-comenta-figurino-do-novo-espetaculo-de-claudia-raia/2947051/

PARTE 3 :http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/videos/t/editorias/v/claudia-raia-reve-seu-papel-de-bailarina-gorda-em-nao-fuja-da-raia/2947064/

PARTE 4 : http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/videos/t/editorias/v/raia-sobre-plastica-no-nariz-minha-filha-sophia-nasceu-com-este-nariz-de-plastica/2947060/

PARTE 5 :: http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/videos/t/editorias/v/ao-lado-do-namorado-claudia-raia-reve-cenas-de-seu-musical-cabaret/2947076/

PARTE 6 :  http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/videos/t/editorias/v/os-dois-relembram-cenas-do-musical-que-marcou-o-inicio-do-namoro/2947081/

PARTE 7: http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/videos/t/editorias/v/e-o-irmao-que-eu-nao-tive-diz-claudia-raia-sobre-miguel-falabella/2947087/

PARTE 8 :http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/videos/t/editorias/v/claudia-raia-reve-cena-com-falabella-em-sai-de-baixo/2947089/

PARTE 9 :http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/videos/t/editorias/v/claudia-raia-ouve-depoimentos-e-define-os-filhos-sao-o-meu-maior-espetaculo/2947139/

Após almoço, Claudia Raia troca carinhos com o namorado

Antes de deixar o Rio de Janeiro, Claudia Raia teve um encontro com o namorado, Jarbas Homem de Mello. A atriz almoçou com o ator, no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, na segunda-feira (11). Pouco tempo depois, o casal aproveitou o tempo livre para visitar uma livraria e foi por lá que Claudia se mostrou carinhosa com o amado.



sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

VAI, arrasa, VAI !

Hoje de madrugada, Claudia corre de Cabaret e vai sambar muito no Anhembi !
O desfile passará na Globo, e ela vai substituir a atriz Regina Duarte !
Não percam mais um show de dança dessa Diva Glamuroosa

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Dicas de Claudia Raia


Em “Cisne Negro“, Natalie Portman viveu uma bailarina vítima da própria disciplina. Na vida real, Claudia Raia, bailarina, vive de dança e atuação há 44 anos – de 44 pra 45, ela corrige. E está prestes a estrear “Cabaret“, o musical que ficou famoso nas telonas com Liza Minelli como protagonista, na época com 26 anos. Se pra uma jovem já é difícil aguentar a maratona de treinos, é tão ou mais difícil encarar uma delas se você já passou dos 30. Difícil – mas longe de ser impossível!
Blog LP pediu pra Claudia dar as dicas de ouro pra manter a boa forma pós-20 e poucos anos, seja você um bailarino ou não! E ela já começa avisando: “Não é um cuidado, é uma vida de cuidados. Com 44 pra 45 anos você tem o resultado disso. Com o tempo você vai tendo um pouco mais de consciência do seu corpo, de dentro pra fora. Tudo o que eu tenho vontade, eu faço. Pouco. Está com vontade de comer alguma coisa? Pergunte a si mesmo: ‘Vale o pecado?’. Se valer, tudo bem”.
Sendo mais específica, ela aconselha aqueles que gostam de ligar o som e dançar enquanto ninguém vê, e também quem trabalha com isso: “Musculação é fundamental pro balé. Antes era alvo de críticas, mas há 10 anos todo mundo descobriu que é a única coisa que segura o esqueleto mesmo!”. Aí a gente pediu pra ela dar a dica mais bacana do momento – em qualquer lugar do mundo – pros entusiastas da dança arriscarem seus passos: “Fui a Madri há pouco tempo e fiz aulas de dança flamenca numa escola incrível, a mais famosa da cidade, e vale a visita”. A Amor de Dios é a academia de flamenco mais bombada da capital espanhola 

História de uma bailarina !

174-1afila-confess


A morte definitivamente não lhe caía bem. Avizinhou-se cedo demais, atraída pelos inúmeros maços de cigarro que terminaram por levá-lo à insuficiência cardíaca e à cama abominável de um hospital. Era, na ocasião, um homem ainda bonito, os olhos verdes, a pele morena, 1,95m de altura. Embora o mal que o arruinava se desenhasse, sorrateiro, havia tempos, acabou eclodindo de repente e com furor. Quando tudo aconteceu, Mario – o homem bonito portava um nome comum na Itália, herança dos antepassados que migraram da Sicília para o Brasil – tinha 52 anos, e a menina que agora o observava, apenas 4. Ele fizera uma carreira respeitável como executivo. Mas àquela noite, muito frágil, não exibia o menor sinal de que ocupara a presidência da poderosa General Motors. A garota provavelmente não compreendia direito o que se passava. Estava na fase em que a vida mais parece um jorro contínuo e potente, sem começo nem fim. Perto dela, se encontravam a mãe, Odete, e a única irmã, Olenka. Num determinado momento, Mario quis conversar com cada uma separadamente. Odete e Olenka concordaram em sair primeiro do quarto. “Claudia, minha filha, vou lhe contar um segredo: você nasceu para o palco, nasceu para brilhar. Promete que jamais se esquecerá disso?” A infância, ninguém discordará, é um território ambíguo, em que a lucidez se deixa iludir cotidianamente pela fantasia. Claudia, no entanto, garante que não inventou ou exagerou a cena: o pai lhe profetizou mesmo aquilo quatro décadas atrás. Falou devagarzinho e selou o vaticínio com um abraço. Horas depois, morreu. — Em dezembro de 1966, Odete ouviu presságio semelhante da irmã de criação, uma negra gorda e risonha. “Voe para a maternidade!”, ordenou-lhe Maria, logo que acordou. “Maternidade? Enlouqueceu, mulher? Não sinto contração nenhuma”, reagiu Odete, grávida de nove meses. “Você não sente nada, mas dará à luz daqui a pouco. Sonhei que uma nave espacial trará a criança. Vai ser uma bonequinha magra e espichada, com os cabelos lisos e bem escuros. Ela virá dançando.” De fato, Claudia chegou naquele dia 23, em Campinas (SP), onde a família morava. — Odete rondava os 45 anos e adentrara a menopausa quando tomou ciência da gravidez. Enfrentou, portanto, uma gestação arriscadíssima. “A senhora deveria interrompê-la”, aconselhou o obstetra. “O bebê nascerá com problema.” Hoje, admitindo-se desastrada, a atriz costuma dizer que o médico acertou na mosca. “A Claudia é o seguinte: em noite de gala, surge maravilhosa na escadaria do Theatro Municipal. Ostenta um vestido chiquérrimo, o melhor sapato, um colar incrível e distribui sorrisos lá do alto”, gosta de descrever o amigo e comediante Miguel Falabella. “Todo mundo, seduzido, lhe dirige o olhar. A diva, então, trata de descer a montanha – um, dois, três, quatro degraus e... pimba! Tropeça no vestido, arrebenta o colar, escangalha o sapato e rola escada abaixo, às gargalhadas.”

POR QUÊ, afinal, a atriz seguiu à risca as previsões de Mario e Maria? Será que correu atrás dos próprios anseios ou, sem perceber, considerou seus os desejos dos outros? Mais: será que, inconscientemente, procurou vingar a sina da mãe (na juventude, Odete rompeu os meniscos e abortou uma auspiciosa trajetória como bailarina clássica)? Questões desse tipo nunca perturbaram Claudia. A vocação para a arte sempre lhe soou genuína e inescapável. Antes dos 5 anos, já se apresentava na academia de dança que Odete montou depois de ferir os joelhos. Com 7, desconcertou o mitológico coreógrafo norte-americano Lennie Dale, que fundou, comandou e integrou o grupo Dzi Croquettes, ícone da contracultura brasileira. A menina insistiu para conhece-lo mal soube que a trupe ensaiava num teatro de São Paulo. Conduzida pela mãe, se aproximou do ídolo, que treinava uns passos de mambo: “Oi, moço! Me chamo Maria Claudia Motta Raia e posso dançar como você”. Apesar da grande diferença de idade, se tornaram unha e carne até o falecimento de Lennie, em agosto de 1994. — “Deus do céu! Cadê minha chupeta?!”, alarmou-se Claudia, à beira dos 14 anos, assim que desarrumou as malas num apê do Harlem. Ela acabara de aterrissar sozinha em Nova York, sob protestos de Odete, para usufruir de uma bolsa que o American Ballet lhe concedera. Por absurdo que pareça, ainda usava chupeta na hora de dormir. “Cadê a desgraçada? Cadê?”, indagava-se em pânico antes de notar que a perdera dentro do avião. Nem Freud ousaria imaginar um episódio tão simbólico.

DESASTRES aéreos, acidentes de carros, incêndios, catástrofes da natureza. Claudia se julga protegida de tais infortúnios. “Sou filha do tempo”, confidencia, na tentativa de justificar tamanha segurança. Mas não consegue explicar com clareza o que significa a expressão. Também afirma que carrega na alma o “chip da alegria”. Por isso, raramente se deprime ou sucumbe às dificuldades. Adepta do budismo há 19 anos, está convicta de que desfruta a última reencarnação. Na verdade, intui que nem precisava ter renascido, já que limpou o carma em vidas passadas. Só retornou agora por vontade própria. Para quê? Talvez para crer (e narrar) como destino a combinação de persistência, talento, diplomacia e acasos que a transformou numa estrela.

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Sobre Cabaret


♦' E as senhorinhas que vão em caravanas, entram no ritmo do musical e gritam,é uma loucura !'

♦' Os jovens estranham um pouco,mas depois dos números musicais, ficam loucos !'

♦' Tenho muitos projetos,até mais velhos do que Cabaret,mas ainda não quero pensar, estou muito focada em Cabaret'

domingo, 15 de janeiro de 2012

É a primeira vez que se tem notícia de uma namorada de Celulari desde sua separação da atriz Claudia Raia, em julho de 2010.
Elvira ainda falou para a colunista que acredita que Celulari ainda não apresentou Karin para os filhos, Enzo e Sophia.